Home / Geral / Máquina Fotográfica 360°
maquina 360

Máquina Fotográfica 360°

Certamente, em algum momento, já pensou que seria perfeito se pudesse fotografar todo aquele cenário que tem pela frente mas que não cabe no pequeno quadro da máquina fotográfica.

Como seria agradável poder mostrar aos seus amigos ou dividir com o mundo aquela panorâmica extraordinária ou os pormenores daquele objeto.

Foi a pensar em resolver esta impossibilidade que um fotógrafo brasileiro decidiu criar a chamada Máquina Fotográfica 360º.

Não conhece? Perca algum do seu tempo a ler as próximas linhas.

[content-index]

O Que é e Para Que Serve?

Trata-se de uma camara fotográfica que, como o nome sugere, tem a capacidade de abranger, numa única fotografia, uma panorâmica completa de 360 graus. O processo consiste em compreender um cenário em toda a volta, girando a partir de um determinado ponto.

Algumas destas máquinas podem girar completamente, enquanto, noutras só a lente se movimenta. A técnica é antiga mas está de volta ao centro das atenções, tendo em conta a cada vez maior necessidade de fazer fotografias panorâmicas.

Estas fotografias panorâmicas, tal como o nome faz adivinhar, são “quadros” que abrangem a vista completa de toda uma área circunvizinha. Não existe propriamente uma definição formal para o ponto em que uma imagem deixa ser considerada “ângulo largo” para passar a ser “panorâmica”.

Ainda assim, entende-se que uma fotografia verdadeiramente panorâmica deve capturar um campo de vista maior ou, pelo menos, comparável ao do olho humano, que é de 160º por 75º. É justamente nesse ponto que entram as capacidades oferecidas pela Máquina Fotográfica 360º. Em alternativa, atualmente, são bastante usados os softwares que permitem compilar, modificar e “montar” várias fotografias diferentes, do modo a criar uma única panorâmica.

Onde e Como Surgiu Esta Máquina? Quem a Inventou?

A problemática sobre a forma de captar fotografias panorâmicas é quase tão antiga quanto a origem da própria Fotografia. As primeiras fotografias panorâmicas de que há registo datam dos longínquos anos de 1840. Contudo, só bem mais tarde haveria de surgir uma solução à altura.

Decorria o ano de 1957 quando o fotógrafo brasileiro Sebastião Carvalho Leme resolveu encarar o desafio de criar uma máquina capaz de fabricar imagens de 360 graus. O projeto surgiu depois de o fotógrafo ter recebido uma encomenda de um empresário que pretendia ver retratados, numa só fotografia, todos os prédios de um dos seus condomínios.

Para responder ao pedido, Sebastião Carvalho Leme viu-se forçado e ampliar e “montar” dez negativos diferentes. Não contente, decidiu partir em busca da descoberta. Para o efeito, resolveu colocar uma objetiva numa pequena lata de massa de tomate.

Depois, fez girar a “engenhoca”, fazendo os primeiros testes que haveriam de resultar na solução pretendida. Ao revelar o filme, Lemos (como era conhecido) verificou que era, de fato, capaz de criar, daquela forma, fotografias de 360 graus.

O fotógrafo registou desde logo a patente desta descoberta, enquanto foi procedendo aos restantes testes que eram necessários.

Ainda assim, o projeto da Máquina Fotográfica 360º haveria de permanecer “na gaveta” durante cerca de quinze anos, só sendo reativado e efetivamente utilizado já no recente ano de 1997.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*